» » AEDES AEGYPTI, UM RISCO EMINENTE EM MACAU

Macauense - A Dengue assola em vários cantos do Brasil desde 1685, e em Macau não é diferente das outras cidades, que no  período de chuva fica cada vez mais difícil de se combater o mosquito Aedes Aegypti. Sem uma vigilância constante por parte dos Agentes de Edemias neste período o risco aumenta ainda mais. 

Estás são fotos reais tiradas por moradores do Conjunto Arnóbio Abreu hoje em Macau, mais precisamente nos currais, que reclamam da ausência dos Agentes de Edemias naquela área da cidade, para fazer uma averiguação maior no local, já que no mesmo existem lugares ociosos com possíveis criadouros do mosquito da Dengue.

Depósitos como: Pneus, Orelhões, caixas descobertas, cocheiras entre outros locais que os mosquitos se proliferam no local.

HISTÓRIA DO SURGIMENTO DA DENGUE NO BRASIL

dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida, no Brasil, através do mosquito Aedes aegypti, também infectado pelo vírus. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.

Em todo o mundo, existem quatro tipos de dengue, já que o vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

A dengue é conhecida no Brasil desde os tempos de colônia. O mosquito Aedes aegypti tem origem africana. Ele chegou ao Brasil junto com os navios negreiros, depois de uma longa viagem de seus ovos dentro dos depósitos de água das embarcações.

O primeiro caso da doença foi registrado em 1685, em Recife (PE). Em 1692, a dengue provocou 2 mil mortes em Salvador (BA), reaparecendo em novo surto em 1792.

Em 1846, o mosquito Aedes Aegypti tornou-se conhecido quando uma epidemia de dengue atingiu o Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. Entre 1851 e 1853 e em 1916, São Paulo foi atingida por epidemias da doença.



Fonte: Macauense

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br