» » Prefeito do PMDB: “Tirar dinheiro para dar a um magote de cabras sem vergonha?”

Macauense - Kerginaldo Pinto ao lado de Henrique nesta eleição: “Vou gastar dinheiro na nossa campanha, mas na desses cabas não”
Está circulando em Macau os áudios do prefeito da cidade, Kerginaldo Pinto, do PMDB, afirmando que não trabalhará para eleger ninguém no pleito deste ano e, tampouco, utilizará a máquina pública municipal na eleição, dando a entender que isso já foi feito antes e deverá ser usada na eleição municipal. Kerginaldo apoia, neste pleito, o candidato ao Governo, Henrique Eduardo Alves, também do PMDB, e a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, candidata ao Senado Federal.
“Sacrificar o governo, tirar dinheiro, para dar para um magote de cabras sem vergonhas?”, aparece Kerginaldo Pinto falando no áudio que teria sido gravado em uma reunião com vereadores. Na declaração, inclusive, ao falar “Governo”, o prefeito se refere a gestão municipal e dá a entender que a utilização da máquina pública já teria sido feita em outros pleitos. Vale lembrar que ele foi eleito sendo o candidato do ex-prefeito Flávio Veras, numa eleição onde ocorreram várias denúncias de utilização da máquina pública.
Após a pergunta de Kerginaldo Pinto, uma voz feminina aparece ao fundo comentando “besta você se der” e, então, o prefeito confessa: “eu não dou não. O candidato do prefeito perdeu? Pode perder de ruma. Eu ir para rua para pedir voto para governador, para deputado, para senador, gastando o que não tenho? Vou gastar o dinheiro na nossa (campanha). Mas na desses cabas não”.
Em outro áudio, que teria sido gravado na mesma reunião, Kerginaldo Pinto afirma: “Não adianta a gente morrer por esses filhos da p*. Não adianta. No próximo ano a gente não tem compromisso com ninguém”. O áudio, que circula pelo aplicativo de mensagens Whatsap, já foi até colocado em carros de som da cidade.
O fato é que, no dia 31 de agosto, Kerginaldo Pinto e o ex-prefeito aliado a ele, Flávio Veras, receberam em Macau o peemedebista Henrique Eduardo Alves e a peessebista Wilma de Faria e elogiaram os dois em comício e discurso. “Henrique está aqui diante dos macauenses como nosso candidato a governador porque sempre soube honrar os compromissos, tem serviços prestados e trabalhou muito por Macau”, afirmou Flávio Veras.
Kerginaldo, além de elogiar, pediu uma atenção maior do futuro governador para a área da Segurança Pública. Reclamou que não recebe qualquer apoio do governo estadual e que a Prefeitura tem sido obrigada a custear as diárias operacionais, a alimentação e até o quartel da Companhia de Polícia Militar existente no município. “É dinheiro que poderia estar sendo empregado na Saúde”, observou o prefeito.
Em Macau, Henrique e Wilma contam com o apoio de dez de um total de 11 vereadores: Oscar Paulino (presidente da Câmara), Emanoel Galdino, Fátima Jácome, João Fonseca, Geruza Fonseca, Sargento Dantas, Francisco Batista Bezerra, o Champirra, Francisco Pereira, o Lampião, Andrew Leite e Ely Montador.

 








As Melhores Ofertas aqui

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br