» » » Guamaré tem 18ª maior renda per capita do Brasil, aponta IBGE

Macauense - A alta no preço do barril de petróleo foi responsável por alterações na participação dos municípios no Produto Interno Bruto (PIB) nacional em 2011. O município de Guamaré, distante 174km de Natal, teve o 18º maior PIB per capita do Brasil em 2011, com R$ 110,9 mil. O dado foi divulgado hoje, pelo IBGE.
O município brasileiro com maior PIB per capita (R$ 387,1 mil) foi Presidente Kennedy, no Espírito Santo, também uma cidade produtora de petróleo, seguida pelos municípios de Anchieta e Itapemirim, no mesmo estado. A cidade de Vitória (ES), apesar de ter o PIB per capita mais alto entre as capitais, ficou em quarto lugar no estado. O PIB per capita foi calculado pelo quociente entre o valor do PIB do município e a população residente em cada um.
As rendas gerada pelos municípios de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Brasília, de Curitiba, de Belo Horizonte e de Manaus corresponderam a cerca de 25% de toda a geração de riqueza do Brasil em 2011. Esses municípios somavam 13,7% da população. Com exceção de Manaus, esses municípios concentram suas atividades principalmente nos setores de intermediação financeira, comércio e administração pública. Em Manaus, a economia se mantém entre as atividades de indústria e de serviços.
NO RN, o maior PIB foi o de Natal, que somou R$ 12.266.519.000, o que deu à capital potiguar o posto de 7º maior PIB do Nordeste e e 20º maior entre as capitais do país. Mossoró ficou com o 2º maior PIB potiguar (R$ 3.916.505.000), correspondente ao 19º maior do Nordeste. Parnamirim teve a 3ª maior receita do RN, com R$ 2.709.922.000.
Por outro lado, dois municípios potiguares estiveram entre as menores receitas do Nordeste. Viçosa teve 3º menor do PIB do Nordeste (R$ 10.452.000), enquanto Monte das Gameleiras ficou com a 29ª pior posição, com R$ 13.272.000 em 2011.

 








As Melhores Ofertas aqui

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br