» » » TRE cassa prefeito Bruno Patriota por abuso de poder econômico em Ielmo Marinho

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) confirmou na tarde desta terça-feira a cassação do prefeito de Ielmo Marinho, Bruno Patriota, do PSD. Por 4 votos a 2, a Corte eleitoral decidiu pelo entendimento que o gestor cometeu abuso de poder econômico durante as eleições de 2012. Com isso, além de Bruno, sai também o vice, Francenilson, e será realizada uma nova eleição na cidade.
A denúncia foi baseada no “evento social” denominado de “Ielmo Cidadã”, que teria tido um cunho político-eleitoral, distribuindo benefícios à população carente e ensejando a participação do candidato, Bruno Patriota, consequentemente, promovendo a imagem dele.
Foram favoráveis a manutenção do prefeito no cargo o relator do processo o juiz Nilson Cavalcanti e o desembargador João Batista Rebouças. Pela cassação do gestor, votaram o juiz federal Eduardo Guimarães, o juiz Artur Cortez e os juízes Verlano Medeiros e Carlo Virgílio.
“O uso do evento foi sim eleitoreiro, houve distribuição de prótese dentária, e a secretária de ação social deixou claro que os candidatos pudessem estar presentes antes da proibição eleitoral, ela não mencionou isto mas, deixou muito claro que deveria ser inaugurado antes da proibição eleitoral”, afirmou o juiz eleitoral Eduardo Guimarães.
Os advogados do prefeito Bruno e do vice Francenilson Alexandre dos Santos entram com recurso ainda hoje, a ser protocolizado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Se não houver suspensão do que o TRE decidiu, assume o presidente da Câmara Municipal – José Roberto (PTB), ex-secretário municipal da Educação, até realização de nova eleição em três meses.


 








As Melhores Ofertas aqui

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br