Fim do benefício: Consumidor tem até 2ª feira para comprar eletrodomésticos com o IPI reduzido

O mês de outubro iniciará para os consumidores com um aumento nas alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para eletrodomésticos da linha branca e móveis. A partir da próxima terça-feira (1), lojas de todo o país deverão reajustar o preço dos produtos segundo determinação do Governo Federal, que justificou a recomposição do preço com base no atual desempenho da economia.
Segundo análise do Ministério da Fazenda, a economia apresentou um bom comportamento no segundo semestre, com boas vendas nesses setores e produção em nível regular. As novas alíquotas vão vigorar até o dia 31 de dezembro deste ano. Na maioria dos produtos o reajuste foi parcial, quando comparadas com as taxas originais que vigoravam em 2011, antes de o governo adotar pela primeira vez medidas de incentivo fiscal para os setores.
O percentual do valor do imposto para o fogão passará de 3% para 4%; da geladeira, de 8,5% para 10%; e do tanquinho, de 4,5% para 5%. A alíquota da máquina de lavar permanecerá em 10%; e de móveis e painéis, subirá de 3% para 3,5%.
Originalmente, o IPI da linha branca correspondia a 4% para os fogões, 10% para os tanquinhos, 15% para as geladeiras e 20% para as máquinas de lavar. Em abril de 2009, as alíquotas foram reduzidas, mas voltaram ao normal em fevereiro de 2010. Em dezembro de 2011, a linha branca teve nova desoneração. As alíquotas foram novamente reduzidas e estão sendo gradualmente recompostas desde fevereiro deste ano.
Por se tratar de um aumento, e considerando que qualquer aumento não seja bom, consumidores não ficam satisfeitos com a notícia. A dona de casa Elaine Cavalcante, 41, questionou o fato de o governo estar sempre buscando praticar alíquotas maiores. “Seria muito bom se o imposto que a gente paga fosse compensado de alguma forma. Ninguém fica satisfeito com aumento, ainda mais quando se tem produtos muito caros e salários baixos”, afirmou.
A funcionária pública Cleomilde Pereira, 59, foi quem ficou aliviada em saber que adquiriu os produtos antes do aumento ser realizado. “Foi muito bom saber disso agora, depois que eu consegui comprar tudo o que queria. Agora sei que fiz as coisas no tempo certo, mas tive que pesquisar muito até encontrar os produtos com o preço bom”, disse. “Se as pessoas soubessem disso, o comércio neste final de semana estaria uma agonia só”.
Gerente de uma loja de eletrodomésticos, Francisco Edmar Bezerra afirmou que ainda não foi informado sobre o aumento do IPI pela empresa matriz, natural do município de Assú. “Eles ainda não nos repassaram nada, mas certamente essa não é uma notícia boa para o comércio”, destacou o gerente, afirmando que a sua loja conquistou um lucro de 50% a mais, comparado ao ano passado, no que diz respeito à venda de eletrodomésticos e móveis.
“Já faturamos neste ano uma média de 170 mil apenas em produtos da linha branca, o que significa dizer que a procura pelos produtos estava sendo muito boa. Agora, como teremos que aumentar o preço, certamente haverá uma queda nas vendas”, afirmou.


 








As Melhores Ofertas aqui
Fim do benefício: Consumidor tem até 2ª feira para comprar eletrodomésticos com o IPI reduzido Fim do benefício: Consumidor tem até 2ª feira para comprar eletrodomésticos com o IPI reduzido Reviewed by Portal Macauense on 9/29/2013 11:03:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Macauense.com.br

PUBLICIDADE

Image Link [] Facebook Username [#] Twitter Username [#] Whatsapp username [#] Instagram Username [#] GPlus Username [#] Pinterest Username [#]