» » » Potiguar de Mossoró é Campeão Estadual de 2013

Depois de nove anos de jejum, o Potiguar de Mossoró volta a conquistar um título do Campeonato Norte-Riograndense. A equipe da região Oeste arrancou um novo empate com o América no tempo normal, 1 a 1, e garantiu a vitória e o título de campeão nos pênaltis ao vencer por 5 a 4 no Estádio Barretão, em Ceará-Mirim. No primeiro encontro da decisão, entre as duas equipes, em Mossoró, o placar marcou novamente o equilíbrio do duelo: 2 a 2. Os gols da partida decisiva foram marcados por Índio Oliveira, ainda no primeiro tempo, e depois Chiquinho, de falta, que decretou o empate em cobrança de falta o título que contou com a falha do goleiro Dida, do América. A última vez em que o Campeonato Potiguar foi decidido nos pênaltis, havia sido justamente com o América em campo, no entanto, contra outro adversário: o ABC. Na oportunidade, os Alvirrubros da capital levaram a melhor. Contra o Potiguar, no entanto, os rubros desperdiçaram duas cobranças com o lateral-esquerdo Renatinho Potiguar e o atacante Itamar que pararam na noite inspirada do goleiro Santos. Pelo time mossoroense, apenas Giovani perdeu a cobrança, mas nada suficiente para provocar a perda do título. O Time Macho não levava a taça de campeão desde 2004, quando derrotou o mesmo América na decisão do título. Agora, os mossoroenses terão uma breve folga até o início da Série D do Campeonato Brasileiro, no próximo dia 09 de julho. E apesar do placar apertado e o jogo difícil, que contou com duas expulsões e muita polêmica, o que se viu ao final da partida foi uma grande festa dos jogadores do Potiguar que Mossoró que comemoram mais uma vez o título na casa americana. Em 2004, na ocasião do primeiro título de uma equipe mossoroense, o Potiguar conquistou o título no dia 17 de abril, no Machadão, também numa sequência de duas partidas. Na primeira, goleou o rival no Nogueirão por 4 a 0. Na partida de volta, em Natal, perdeu por 1 a 0, mas garantiu o título com a vantagem do saldo conquistada no primeiro confronto. Heroi da conquista do Time Macho, com um gol marcado nas cobranças de pênaltis e dois salvos nos tiros livres rubros, o goleiro Santos, conta ter vivido no estádio Barretão, uma noite especial na sua carreira como jogador. Goleiro nas equipes de Celso desde 2006, ele afirma que a cobrança de pênaltis foi mais especial que outras. “É a primeira vez que sou campeão fora do meu estado. Eu já tinha sido campeão pelo Coruripe contra o ASA, em 2011, em Alagoas. Lá peguei um pênalti. Aqui foi ainda melhor, não só agarrei dois, como ainda fiz gol”, afirmou o arqueiro da equipe mossoroense que destacou ainda a superação da desconfiança. “É um dia especial, um dia maravilhoso, principalmente por termos sido campeões quando ninguém acreditava”, desabafou. Em estado de êxtase, o meia Vaninho voltou a se defender e negar as declarações atribuídas a ele, nas quais teria chamado o América de “time fraco” e destacou a força do rival para tornar o título ainda mais especial. “Eu nunca teria dito algo assim de um time de tradição como o América, uma equipe de Série B. Nunca saiu da minha boca. O que posso dizer é que enfrentamos uma equipe forte e resolvi demonstrar dentro de campo a força da nossa equipe. Conquistamos o título e agora é comemorar”, afirmou o jogador que atravessou o campo de joelhos, cumprindo promessa pela conquista do título. Quem também comemorou muito foi o lateral Chiquinho, autor do gol mais bonito do campeonato e da temporada. “Não esperava tudo isso. Aquele gol, a força com que a nossa equipe chegou à final e esse título. Mas provamos dentro de campo que a vontade e a determinação superam tudo. Somos bicampeões e a torcida merece”, concluiu o ala do Potiguar mossoroense.

 








As Melhores Ofertas aqui

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br