» » » “Desgaste de Rosalba coloca Wilma como candidata natural ao governo”


Presidente do Diretório do PSB em Natal, a deputada estadual Márcia Maia disse que a vice-prefeita eleita de Natal, Wilma de Faria (PSB), é um nome “natural” para disputar o governo do Estado, o Senado ou a Câmara dos Deputados em 2014, como representante da frente de partidos composta por PT, PSD, PDT e PC do B. “O nome da governadora é lembrado pela população para governo e Senado, sobretudo governo, o que é natural diante da péssima, da catastrófica administração estadual”, afirmou Márcia Maia esta manhã ao ser abordada sobre o assunto. Segundo ela, é natural que a população se recorde com saudosismo do governo Wilma (2002 a 2010), o que seria potencializado com o desgaste da atual administração.

“A avaliação da administração estadual (Rosalba) é a pior possível, mais de 70% da população reprova, e a população lembra com saudade da administração de Wilma, dos investimentos que foram feitos na infraestrutura, como a saúde funcionava, a assistência social e outras politicas públicas, que não eram perfeitas, mas que funcionam e nem de longe recebiam o tratamento do governo como agora, com desrespeito ao servidor, falta de diálogo e uma administração conservadora”, avaliou a parlamentar.

“A população tem lembrado, mas Wilma não pode dizer que vai ser candidata a governadora, mas é um fato que não se pode deixar de enxergar. Com certeza ela vai estar à disposição, para o que for melhor para todos. E ela irá aceitar o desafio que for melhor enfrentar pelo RN, seja deputada federal, senadora ou governadora. O que não podemos é definir agora, porque o momento é de trabalhar, ajudar as cidades e depois discutir internamente e com os partidos aliados a definição em relação a 2014″, completou.

Márcia Maia também citou o vice-governador Robinson Faria (PSD) e a deputada federal Fátima Bezerra (PT) como bons nomes para compor chapa em 2014.  “São nomes que respeito e que estiveram e estão conosco, no passado e no presente. No caso da deputada Fátima, é uma parlamentar respeitada. Assim como Robinson, que também esteve conosco, se afastou, depois se arrependeu, e voltou a ficar junto conosco na oposição. E o nome da governadora Wilma”, lembrou.

A presidente do diretório do PSB em Natal afirmou que a chapa da oposição será definida pela população, através das pesquisas de opinião pública. “Não posso dizer que Robinson será candidato a governador, que Fátima disputará o Senado, e que Wilma será deputada federal. Quem vai dizer a posição será a própria população que vai se manifestar, os partidos, enfim, há muito diálogo pela frente. O nome da governadora é lembrado pela população para governo e Senado, sobretudo, governo, o que é natural diante da péssima, da catastrófica administração estadual”, frisou Márcia Maia.

“Para ir para oposição, PMDB e PR terão que romper com Rosalba e dialogar com PSB, PT e PDT”
 A deputada Márcia Maia avaliou ainda a possibilidade de rompimento entre o PMDB e o governo Rosalba Ciarlini. Segundo a parlamentar, por ora, não há possibilidade de o PMDB integrar o bloco de oposição, porque o partido é aliado ao DEM no RN. “A oposição tem sido feita não só por partidos, mas pela população que está insatisfeita com a administração que tem sido feita no Rio Grande do Norte por PMDB, DEM, PR e outros partidos. Por isso, por ora, não vejo possibilidade de aliança”, afirmou a parlamentar.

A presidente do PSB em Natal defendeu que os partidos de oposição, especialmente PSB, PT e PDT, avaliam exaustivamente a conjuntura local, com vistas à formação do projeto de 2014. “Nós que somos oposição, PSB, PT, PDT, somos desde o inicio oposição, respeitando o tempo de a administração apresentar trabalho e cumprir as promessas de campanha feitas para a população. A gente deu esse tempo e infelizmente o DEM, que governa junto com o PMDB o estado do RN, não cumpriu nada que prometeu na campanha de 2010″, avalia.

Quanto ao PMDB integrar a oposição no RN, decreta Márcia Maia: “A não ser que PMDB mude a postura completamente, e haja muito diálogo, e possa se integrar ao projeto que PSB, PT e PDT defendem para o RN. No momento nós estamos em campos opostos”, declarou.

Apesar da avaliação, a deputada salientou que não está pensando inicialmente em 2014. “Porque a gente está com muitos problemas e desafios imensos que vamos enfrentar nas administrações dos aliados. Natal mesmo tem muitos problemas. Em cada recanto do RN, vamos centrar esforços para ajudar a administração”. Segundo Márcia, o momento é de muito trabalho, e não de discutir política para 2014. “Vai chegar o momento, no final do próximo ano, quando vamos discutir com os partidos aliados a nossa posição, direcionamento e metas para 2014. O momento agora é outro. De início de trabalho e reconstrução de cidades”.

TRANSIÇÃO

Márcia Maia abordou ainda a participação do PSB na gestão Carlos Eduardo Alves. Ela afirmou que por ora o partido está integrado aos resultados do trabalho de transição do governo municipal e que ainda não há definição em relação à participação da legenda na futura administração de Natal. O PSB indicou duas pessoas para a equipe: Alcina Holanda e Maria José Medeiros.





Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

As Melhores Ofertas aqui

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br