Jacó Jácome pode perder mandato por compra de votos



Ministério Público Estadual (MPE) está investigando uma denúncia de suposta captação ilícita de votos por parte do vereador eleito em Natal Jacó Jácome (PMN). A informação foi confirmada pelo juiz da 2ª zona Eleitoral da capital potiguar, José Dantas. Ele conta que o órgão ministerial entrou com uma ação cautelar de busca e apreensão em um posto de gasolina no Alecrim, zona Leste da cidade, que foi cumprida neste domingo (7) e segunda-feira (8). De acordo com o magistrado, no local foram apreendidas diversas notas de abastecimento no nome do candidato. O juiz afirma ainda que, caso se comprove a irregularidade, o vereador pode ter o mandato cassado. Saiba mais... Estudante de direito é o vereador eleito mais jovem de NatalCâmara Municipal tem renovação, Amanda Gurgel e Dagô entre os novos; confira os eleitosJosé Dantas diz que a investigação partiu de uma denúncia feita por uma pessoa que viu tais notas. Com a informação, o MPE entrou com o pedido de busca e apreensão para o posto, localizado no cruzamento das avenidas Alexandrino de Alencar e Olinto Meira. "No domingo, fomos ao local para trancar o escritório do estabelecimento. No dia seguinte recolhemos essas notas, inclusive algumas no nome da Câmara Municipal de Natal". Os documentos encontram-se na 2ª zona Eleitoral e devem ser encaminhados ainda hoje ao MPE para análise. Será averiguado se tais abastecimentos batem com as contas apresentadas por Jacó Jácome quanto à sua campanha. Conforme o magistrado, caso seja comprovada alguma irregularidade, o pode-se caracterizar o fato como captação irregular de votos. "Ele pode até ser condenado por abuso do poder econômico e, dessa forma, perder o mandato". Uso de campanha A assessoria de comunicação de Jacó Jácome afirma que o posto de combustíveis foi utilizado diversas vezes para abastecer os carros que serviram na campanha do candidato e que, por isso, é evidente que tais documentos seriam encontrados no local. A reportagem do DN On Line esteve no estabelecimento e conversou com o gerente, Nilton Cruz, que afirma desconhecer a existência dessas notas, nem soube dizer se o local serviu para abastecer veículos no nome de Jacó Jácome. O estudante de direito Jacó Jácome é o mais jovem eleito vereador da capital potiguar, com apenas 20 anos. Ele se elegeu neste domingo com 5.942 votos.
 



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

As Melhores Ofertas aqui
Jacó Jácome pode perder mandato por compra de votos Jacó Jácome pode perder mandato por compra de votos Reviewed by Macauense on 10/11/2012 09:20:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Macauense.com.br

PUBLICIDADE

Image Link [] Facebook Username [#] Twitter Username [#] Whatsapp username [#] Instagram Username [#] GPlus Username [#] Pinterest Username [#]